Antigas e novas cortesãs

Ler é sexy
13 de julho de 2020
Liberdade e livre-comércio
13 de julho de 2020

Antigas e novas cortesãs

Laís de Corinto nasceu no século V antes de nossa era, na Sicília, de onde foi levada cativa para a Grécia. Em Corinto, tornou-se uma famosa cortesã. Ela é citada em mais de um texto de sofistas e cínicos, entre outros.

Era conhecida por sua beleza e avidez : seus favores custavam caro, o preço era alto. Tanto que seu nome se tornou proverbial, naquela época, segundo anedotas e episódios contados. Demóstenes ofereceu 1000 dracmas por uma noite com ela, que exigiu 10 vezes mais. Acabou se apaixonando por um atleta, que a repudiou porque tinha que se concentrar para uma prova.

Num dos epigramas do pseudo-Platão ela fala na 1ª pessoa sobre seu riso, sobre os amantes e sobre Afrodite, a quem faz uma dedicatória e oferece seu espelho. Afrodite, aliás, em cujo templo ela foi morta lapidada…

Lais de Corinto por Hans Holbein, o jovem 

A figura de cortesã, na Antiguidade e na Renascença, tinha uma função social. Elas eram sem dúvida mulheres que se vendiam, mas tinham cultura, por isso frequentavam as altas rodas, a Corte, de onde seu nome. Muitas vezes eram filhas de velhas cortesãs, educadas para falar sobre qualquer assunto, donas de uma cultura invejável para uma mulher daquela época.

  sugar baby e sugar daddy 

Muito diferente das novas cortesãs. Nascidas nos EUA, as expressões sugar baby e sugar daddy caracterizam simplesmente o tipo de relação, em que os atributos físicos são “trocados” por “favores financeiros”. Sem glamour e sem cultura.

Uma pena, entre outras coisas para a arte da conquista. Até porque o que caracteriza as novas Laís é ainda a beleza e a avidez, e elas ainda preferem os “atletas” aos daddies. Mas elas não são capazes de frequentar a Corte, com aspas ou sem, pois sua especialidade é dizer o que os “patrocinadores” querem ouvir – porque, vamos combinar, se você não tem um problema de ego, não precisa de uma cortesã desse naipe.

Marly N Peres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *