Entre latidos e palavras
9 de outubro de 2020
Chez soi
9 de outubro de 2020

Causa final e causa motora

Em termos correntes, causa motora é a mão-de-obra. E causa final é a que conhece a finalidade do objeto que a causa motora fabrica.
Isso nos vem de Aristóteles, que entendeu que são 4 as causas de alguma coisa.
Vejamos o exemplo de uma mesa.
Temos a madeira com a qual a mesa vai ser feita = causa material (a matéria-prima).
Temos a forma que a madeira vai assumir = causa formal (o formato).
Temos o artesão que vai dar forma à madeira = causa motora (mão-de-obra).
Temos a pessoa que concebeu a mesa e sabe qual é a finalidade dessa mesa
específica = causa final (quem encomenda).

Muito se discute o chamado privilégio da causa final, pois há quem pretenda que não
é ela a mais importante, mas sim a motora.
A esses eu pergunto o seguinte : se eu quiser uma mesa de centro e não disser isso
ao artesão, deixando que ele faça o que bem entender, corro o risco de ele fazer uma
mesa de jantar, ou uma mesa de escritório, ou uma mesa de pingue-pongue. E aí ?
Esse é só mais um exemplo do que acontece quando a ideologia substitui o bom-
senso.

Marly N Peres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *