Liberdade e livre-comércio
13 de julho de 2020
A síndrome do Minotauro no século XXI
25 de agosto de 2020

Metamorfose

Para você, o que é metamorfose ? Se pensou em mudança profunda de natureza, forma ou estrutura, acertou.

Nesse sentido, é o contrário de atualização, o belo conceito forjado por Aristóteles.

Atualizar é transformar potência em ato. Em outras palavras, é realizar o que é virtual, o que está contido como potencialidade.

A lagarta é uma borboleta potencial. Uma lagarta NÃO se transforma em sapo e girino NÃO se transforma em borboleta.

A lagarta contém a borboleta, que será sua atualização. É o culminar de um belo processo.

Na metamorfose existe uma espécie de perversão, é a preciso negar o que se é, para ser outra coisa. Ao sabor do momento, do interlocutor, da situação. É aviltar a si mesmo.

Ao passo que na atualização temos a concretização de uma potencialidade. Por exemplo : toda pessoa é potencialmente capaz de falar ; quem aprende a falar, atualiza essa capacidade. Mas essa potência só é atual quando a pessoa fala, efetivamente.

E aí entra o outro magistral conceito aristotélico : a enteléquia. Se ato é ἔργον (érgon) e δύναμις (dynamis) é potência,  ἐνέργεια (energuéia) é realização, mas ἐντελέχεια (enteléquia) é o estado do que é completo, aperfeiçoado, cumprido.

Energia é a realização gradual, o processo que leva da potência ao ato, a atualização. E a enteléquia é a atualização em seu estado mais elevado.

Ou seja, a excelência.

Marly N Peres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *