Segredo
30 de janeiro de 2020
Tolerância
30 de janeiro de 2020

Teologia portátil

O barão de Holbach (1723-1789) defendia um materialismo estrito. Segundo ele, tudo na natureza humana pode ser explicado pela Física. Os homens, dizia ele, atuam sempre por causas físicas, inclusive quando se comportam moralmente. Só que desconhecem o motivo que dá origem a cada comportamento.

Segundo ele, “a religião é simplesmente um sistema imaginado para conciliar noções inconciliáveis”.

Em sua Teologia portátil, escreveu uma série de piadinhas maldosas espicaçando o clero. Numa delas, narra a visita do Espírito Santo a Maria nos seguintes termos : “Uma jovem recebeu certo dia a visita de um homem com um pássaro. Depois disso, ficou grávida. E vocês se perguntam quem é o pai da criança ? Ora, o pássaro, naturalmente !”

Em seu livro intitulado Sistema da Natureza, o barão de Holbach expõe sua visão materialista da Natureza de modo cru, atestando seu irredutível ateísmo.

Reza a lenda que um devoto professor da Sorbonne, indignado com a publicação da obra, disse a respeito uma frase que ficou famosa por ter saído da boca de um crente fervoroso : “É um livro execrável, abominável, é o ateísmo demonstrado.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *